RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES E NOVIDADES GRATUITAMENTE EM SEU E-MAIL, CADASTRE-SE ABAIXO:


RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES E NOVIDADES GRATUITAMENTE EM SEU E-MAIL, CADASTRE-SE ABAIXO:


sexta-feira, maio 31, 2013

TENTATIVA DE INVASÃO! NOSSO DEUS É FORTE. ELE QUE TEM NOS PROTEGIDO DE TODA ARMADILHA DOS INIMIGOS. GLÓRIAS A DEUS.


Faz dois dias que pessoas mal intencionadas tentam invadir o sait.
Não vamos parar de ajudar os concurseiros de Rondônia.
Quem sabe a polícia federal não rastreia os IP´S?
Pensamos que será o jeito para frear esta ação maliciosa.
Segue os IP´S, para demonstrar que estamos acompanhando a tentativa infeliz de invasão.
Com essa atitude só demonstra que estamos no caminho certo, que questão de tempo, alcançaremos nosso objetivo.
Avante concurseiros de Rondônia.

IP dos Invasores


Sexta-feira, 31 de Maio de 2013 23H34m UTC
Endereço IP: 179.113.191.226
Localização: Brasília - Federal District, Brazil






  Quinta-feira, 30 de Maio de 2013 02H22m UTC
Endereço IP: 179.112.125.166
Localização: Brasília - Federal District, Brazil


Share:

sexta-feira, maio 24, 2013

Juiz Federal mais novo do Brasil - íntegra do discurso do magistrado Pedro Felipe: Sessão Solene de Posse dos Juízes Federais Substitutos do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Brasília, 22 de fevereiro de 2013



Discurso de Posse

Orador: Pedro Felipe de Oliveira Santos 




    Excelentíssimo Sr. Presidente do Tribunal Regional Federal da Primeira Região, desembargador federal Mário César Ribeiro, em nome de quem cumprimento todos os membros da mesa e as demais autoridades presentes;

    Cumprimento igualmente os familiares e os amigos, e saúdo os novos colegas juízes federais substitutos.

    Os novos juízes trajados com a toga, defronte da mesa de honra e ladeados pelos desembargadores federais integrantes desta Corte; por trás, as autoridades, os familiares e os amigos convidados, atentos ao desenrolar da sessão solene: toda esta cena, que hoje se encontra no plano da realidade, um dia já foi um sonho distante. Não há realidade sem sonhos. O espírito livre, crítico e empreendedor não enxerga distâncias inalcançáveis, metas insuperáveis ou obstáculos intransponíveis. Das inquietações, faz surgir os sonhos; dos sonhos, as metas e os planos; dos planos, as realizações. O espírito livre sabe que entre a inquietação e a concretização há um longo caminho, mas não fraqueja. Conhece, em inúmeras ocasiões, o gosto amargo da derrota, mas não arrefece. Planeja, calcula, mergulha em reflexões, tenta manter o equilíbrio. Ora sofre, ora se regozija. Refaz planos e cálculos. Não tem pressa. Obtempera. Ousa. Resiste. Finalmente, vence. E sente a leveza sobre os seus ombros.

    O homem que vence não é um mártir, um herói ou um ser distinto. O homem que vence é um ser determinado. Nesta data especial, cinquenta trajetórias dignamente construídas se entrelaçam e descortinam histórias de determinação, de renúncia e de disciplina. Somos homens e mulheres comuns, simples, do povo, que trazemos nos ombros as nossas trajetórias, os nossos valores e as nossas vivências. Como numa cerimônia de ofertório, apresentamo-nos, humildemente, para servir ao Estado brasileiro na função em que acreditamos melhor desempenharemos nossas competências e nossos talentos. Vestiremos a toga, honrosamente, mas permaneceremos homens e mulheres simples e comuns. Quem escolhe a magistratura não pode desejar fama ou glória como fim imediato, mas decerto deve se recolher na retidão e na discrição.

     O drama do juiz é a solidão. Toma conhecimento da lide. Ouve cada uma das partes e desenrola o ir e vir do iter processual, tal como um espiral dialético. Recolhe os argumentos. Contrapõe fatos e provas. Sopesa. Soma e integra, como se formasse em sua mente um mosaico de informações e de inferências. Ao fim, decide. Só. Sozinho. Não pode dividir a responsabilidade ou as agruras do cargo com qualquer outra pessoa. Decidir é um ato íntimo de solidão.

    Todavia, a mesma solidão que consubstancia um drama, é, sob a perspectiva institucional, o corolário da garantia de independência do magistrado. Trata-se de tema sensível numa época em que os juízes, aos olhos da sociedade, têm rosto e têm nome. As pessoas sabem o nome dos magistrados e os reconhecem nas ruas, comentam as decisões judiciais e se interessam pela pauta de julgamentos das cortes pátrias. Na sociedade aberta dos intérpretes em que vivemos, trata-se de saudável sintoma do perfil inclusivo de nosso sistema democrático. No entanto, em nenhuma hipótese, essa situação pode desaguar na submissão acrítica do magistrado à opinião pública.

    A atividade jurisdicional dirige-se à sociedade, mas deve ser inspirada na Constituição e nas leis. O Judiciário é o único ramo de Poder estatal cujos membros não são eleitos pelo povo. Essa opção institucional tem íntima relação com o nosso projeto de democracia. Democracia não se resume à obediência à vontade de uma maioria. É também o respeito à opinião das minorias, com a consequente consolidação de espaços comunicativos e deliberativos, que permitam a todos os grupos terem vez e voz. Nesse sentido, em sua função contramajoritária, em diversas ocasiões, o juiz regularmente age contra a vontade da maioria e da opinião pública, para não sufocar as vozes e os direitos fundamentais dos grupos minoritários. Do contrário, não há processo inclusivo, mas processo totalitário. Muito menos se construirá democracia, mas sim demagogia.

    O Poder Judiciário não governa. No entanto, uma vez provocado, evita o desgoverno. O Poder Judiciário não legisla. Todavia, soluciona crises legislativas. Para tanto, age sempre com cautela e com prudência, de modo a não transgredir a tênue linha entre evitar o desgoverno e governar; entre solucionar a crise legislativa e legislar. Eis o fundamento da legitimidade da atuação do juiz, que equilibra o mosaico de forças de sustentação do Estado Democrático de Direito.

    Nas últimas décadas, o Poder Judiciário vive uma efervescência de reflexões institucionais acerca de suas próprias bases e dos resultados que tem produzido à sociedade. Efetividade é a nova palavra de ordem. Inúmeras têm sido as transformações do modo de pensar e de fazer a Justiça, com o intuito de dinamizar a atuação do magistrado, não mais restrita à figura do juiz-julgador (perdoe-me o pleonasmo), mas também englobante do juiz-conciliador, do juiz-mediador, do juiz-gestor da vara em que atua, entre outras funções interdisciplinares.

    As instituições são as pessoas que a elas se integram. Normas programáticas, regimentos, projetos e qualquer outro arcabouço formal são letra morta se desacompanhados do nosso compromisso em torná-los efetivos. O Poder Judiciário, embora uma instituição multissecular, encontra-se em permanente construção, e nós, juízes federais e servidores deste Tribunal, somos os construtores dessa obra. É nosso dever assumir esse projeto coletivo. Em verdade, tornamo-nos hoje servidores de milhões de brasileiros. Sem demagogias e retóricas, devemos nos despir das formalidades excessivas e adotar um espírito de servir em relação àqueles que nos buscam. O jurisdicionado é a razão do nosso trabalho.

    O Judiciário é a porta última dos angustiados. Quem percorre os corredores dos fóruns depara-se com as mais profundas mazelas humanas, personificadas por faces marcadas ora pela dor, ora pela culpa, mas, em ambos os casos, sempre pontificadas por um grau de esperança. Quem chega a uma audiência ou a um julgamento, seja como autor, seja como réu, nunca se encontra em tranquilidade plena, uma vez consciente de que o curso de sua trajetória poderá ser significativamente alterado pela decisão a ser ali emanada. O juiz é um senhor de destinos: decide trajetórias e altera rumos de vida. Essa circunstância não o torna um ser superior, mas apenas aumenta a responsabilidade de seu trabalho. O resultado do agir imprudente ou parcial acarretará o infortúnio a quem merecia a tranquilidade, numa situação temida por qualquer magistrado: em busca da Justiça, causar a injustiça.

    Todo direito deve ser uma tentativa de direito justo. Justiça... Essa palavra polissêmica, densa, indecifrável. Desde a antiguidade grega até os mais profundos estudos da contemporaneidade filosófica, o homem pensador tenta definir a Justiça. Sócrates, Platão, Aristóteles, Santo Agostinho, São Tomás de Aquino, Hobbes, Rousseau, Kant, Kelsen, Nietzsche, Rui Barbosa, Rawls, Alexy, Dworkin, Amartya Sen e muitos outros se debruçaram na busca de uma definição objetiva do que seja o justo. Cada valiosa contribuição descortinou novos horizontes, mas revelou as próprias limitações. Afinal, a Justiça, como valor, não se esgota no plano da racionalidade pura, mas reverbera no polo oposto, o plano da sensibilidade. Justiça não se define em abstrato. Justiça se sente no caso concreto.

    Quem não é capaz de sentir a Justiça, jamais saberá o que é o direito. Adverte-se: sentir a justiça não é fazer poesia, tal como este discurso, repleto de elucubrações. Sentir a Justiça é, antes de decidir, colocar-se no lugar do réu e do autor, vislumbrando o caso em sua concretude e singularidade. Somente ao sair de sua capa, sendo capaz de ir à dor do outro, pode o juiz apreender, com a sua racionalidade, aquilo que cabe à razão pura apreender, bem como aprisionar, com a sua sensibilidade intelectual, aspectos do caso concreto que escapam à razão lógica.

    Os mais avançados estudos da neurociência asseveram que, ao decidir, o homem estabelece uma ponte entre a razão e a sensibilidade. São dois polos inseparáveis, em franca comunicação permanente. Quando pondera princípios, realiza um juízo de proporcionalidade, ou inspira-se na lógica do razoável, o magistrado admite que, sendo o direito uma criação humana, a interpretação da norma também incorpora essa inquebrantável relação. O bom juiz saberá dosar e equilibrar o saber lógico e o saber prudencial, o conhecimento técnico e a percepção da realidade. Afinal, as nossas decisões e sentenças não se isolarão nas coletâneas de jurisprudência. Precisarão ser cumpridas – e bem cumpridas – no mundo dos fatos. Assim, ao tempo em que pautadas pela legalidade, também necessitarão dar respostas adequadas aos problemas e conflitos propostos.

    O juiz é um homem, um ser do mundo. Tem uma história de vida, tem valores, tem percepções pessoais. Essa constatação nunca implicará a realização de julgamentos que recaiam no mero subjetivismo, muito menos o abandono à Constituição ou às leis. No entanto, a ciência jurídica somente progride se razão e sensibilidade se complementarem. Que a razão não invada o domínio da sensibilidade; que a sensibilidade não invada a autoridade da razão.

    Por fim, um último registro, consistente na mais importante homenagem a ser realizada nesta noite e que, por esse mesmo motivo, encerra este discurso.

    Não somente ao nosso mérito e à nossa determinação devemos esta vitória significativa em nossa vida. Nenhuma vitória é órfã. Ninguém vence sozinho. Daqui a alguns minutos, quando encerrada esta sessão solene, encontraremos os nossos familiares e amigos, oportunidade em que lhes daremos aquele abraço afetuoso e emocionado, e lhes diremos carinhosamente: muito obrigado!

    Eles não leram os nossos livros; não enfrentaram jornadas exaustivas de aulas e de estudos; não responderam as nossas provas. Entretanto, eles nos deram o que há de mais essencial para estarmos aqui: amor. Ofereceram-nos o estímulo e a força para tomarmos decisões valiosas e seguirmos adiante; acreditaram em nosso êxito, mesmo nos momentos mais incertos; doaram-se por inteiro e, por vezes, adiaram os seus próprios sonhos para que pudéssemos realizar os nossos. Pais, irmãos, cônjuges, filhos, familiares e amigos: sabemos que, durante esses longos meses, a nossa angústia foi também a sua angústia; hoje, a nossa imensa alegria também é o motivo de sua imensa alegria. Estejam ou não aqui presentes, vocês são parte essencial deste momento, pois o nosso sucesso também é a sua vitória.

    Meus colegas juízes, ingressamos hoje no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, uma Corte de jurisdição continental, envolvendo terras e culturas tão distintas, mas unas, todas integrantes do mesmo Brasil. Tão longo e árduo caminho aqui nos trouxe; tão longo e árduo caminho nos aguarda. É como, simultaneamente, chegar e partir. Sigamos prudentes e éticos. Tenhamos garra. Não deixemos que os obstáculos e as frustrações com que nos depararemos arrefeçam a nossa força, mas que apenas nos tornem mais maduros. Nunca nos deixemos perder a confiança nas nossas instituições, mesmo nos momentos mais tormentosos, pois um juiz sem esperança deixa a Constituição em perigo. A humildade, a sensatez e a disciplina guiarão as nossas jornadas.

    Lembremos ainda da advertência do filósofo Friederich Nietzsche, em seu emblemático livro “Assim Falou Zaratustra”:

    “Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida. Ninguém, exceto tu, só tu. Existem, por certo, atalhos sem-números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias. Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar. Onde leva? Não perguntes, segue-o!".

    Colegas, não há vitória sem luta. Não há realidade sem sonhos. Mediante sonhos, lutas e ações, saibamos contribuir valiosamente para a construção de uma efetiva democracia em nosso país. Este é o nosso tempo!  

Fonte: http://revistajustica.jfdf.jus.br/home/edicoes/MARCO13/juiz_pedro2.html
Share:

quinta-feira, maio 23, 2013

CONCURSO PARA O BANCO DA AMAZÔNIA - VAGAS PARA RONDÔNIA.

EVENTOS    CONCURSOS    BANCO DA AMAZÔNIA S.A. - Edital Nº. 01/2013
CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CARGO DE TÉCNICO BANCÁ
RIO
O Banco da Amazônia S.A. realizará Concurso Público com vistas à formação de cadastro de reserva para o cargo de Técnico Bancário, sob a responsabilidade da FUNDAÇÃO CESGRANRIO, para lotação nos municípios constantes no Anexo I, mediante as condições estabelecidas neste Edital.

Inscrições pela Internet



As Inscrições pela Internet estarão abertas de 23 de maio a 17 de junho de 2013 às 23:59 h pelo HORÁRIO DE BRASÍLIA.

Os Pedidos de Isenção de Taxa pela Internet estarão abertos de 23 a 28 de maio de 2013 às 23:59 h pelo HORÁRIO DE BRASÍLIA.

Taxa de Inscrição: R$ 45,00



Verifique a situação de seu Requerimento de Inscrição através desta página.



Para Reimpressão do Boleto de Cobrança, o candidato deverá preencher primeiro o Formulário de Requerimento de Inscrição.

A Reimpressão do Boleto de Cobrança só poderá ser realizada até o dia 19/06/2013.



Acesso as informações sobre os respectivos locais de provas a partir de 10/07/2013.

Acesso a  Editais, Comunicados e Divulgações
Publicado em 21.05.2013 - Edital Nº 01/2013

Fonte: Cesgranrio
Share:

ATENÇÃO : ATÉ HOJE - 20 VAGAS PARA ELETRICISTAS - EMDUR! APROVEITEM.

14-05-2013 - A Empresa Pública de Desenvolvimento Urbano – EMDUR publicou, nesta terça-feira, o Aviso de Processo Seletivo Simplificado para contratação temporária e emergencial de 20 eletricistas, pelo prazo de 12 (doze) meses, para a execução dos serviços de iluminação pública no Município de Porto Velho. A remuneração, com os adicionais legais, chegam a R$ 2.093,93 (Dois mil e noventa e três reais e noventa e três centavos).


Os interessados poderão inscrever-se gratuitamente no período de 14 a 23 de maio de 2013, mediante preenchimento da ficha de inscrição que pode ser obtida no site da EMDUR (www.emdurpvh.com.br) e ainda, na própria EMDUR, localizada na Avenida Brasília, nº 1.576, Bairro Santa Bárbara, salientando que tal ficha deverá ser entregue na recepção da EMDUR, em dias úteis, de 08h às 14h.

Para concorrer à vaga, o candidato deve possuir nível médio completo, curso em nível de qualificação técnica profissional em eletricidade, além dos demais requisitos previstos no Edital do Processo Seletivo, que está disponível no site citado acima e na recepção da EMDUR.

A medida, somada a realização de licitações específicas previstas para serem publicadas nos próximos dias, cujos objetos são a aquisição de caminhões e a implantação de Ata de Registro de Preços para aquisição de materiais elétricos, visam possibilitar que a EMDUR execute diretamente por seus próprios meios, sem intermediação de terceirizadas, os serviços de manutenção e expansão do sistema de iluminação pública do Município, inclusive em seus Distritos.

VEJA A PÁGINA DO CONCURSO (CLIQUE AQUI)

Fonte: Emdur
Share:

Convocação de 92 aprovados no Concurso Público/2012 do Tribunal de Justiça de Rondônia!








Foi publicada, no dia 17 de maio, no Diário de Justiça, a convocação de 92 aprovados no Concurso Público/2012 do Tribunal de Justiça de Rondônia. Por meio da portaria 879, o presidente do TJRO, desembargador Roosevelt Queiroz Costa, nomeou em caráter efetivo, no cargo de técnico judiciário, servidores que atuarão em diversas comarcas, preferencialmente na área fim, ou seja, na varas do primeiro grau de jurisdição, onde há a maior necessidade de pessoal.
A nomeação, segundo explicou o presidente, atende a um dos pleitos dos servidores, que, sobrecarregados, pedem melhores condições de trabalho no atendimento direto ao jurisdicionado. “Sabemos que a chegada desses servidores nos postos de trabalho irão desafogar os que já estão na ativa, contribuindo assim com a qualidade de vida deles”, esclareceu.
Desde que foi divulgada a lista de aprovados, a administração vem trabalhando nos critérios de nomeação, baseados na adequação e equanimidade, buscando a padronização do número de servidores lotados nas unidades de mesma competência. De acordo com o desembargador Roosevelt Queiroz Costa, foi nomeado um quantitativo mínimo no maior número de comarcas possível. “A maioria das unidades receberá ao menos um servidor. Assim, teremos uma abrangência maior na melhoria da prestação jurisdicional”, comentou.
O prazo para a posse dos convocados é de 30 dias a contar da data da publicação. O Departamento de Recursos Humanos disponibilizou uma unidade especial de atendimento aos convocados, que funcionará na sala 204, no segundo andar do edifício-sede do TJRO, na rua José Camacho, 585, bairro Olaria, em Porto Velho. O expediente será das 8h às 12h30 das 16h às 17h30 e o telefone para contato é o 3217-1397.
Fonte: TJ/RO
Share:

sexta-feira, maio 10, 2013

Concursos para Escrivão, Delegado e Perito Criminal da PF são reabertos


10/05/2013 - CONCURSO
Concursos para Escrivão, Delegado e Perito Criminal da PF são reabertos
São 600 vagas, sendo 34 reservadas aos candidatos com deficiência. Inscrições abertas de 17 de maio até 3 de junho
O Departamento de Polícia Federal divulgou, nesta sexta-feira (10/5), a reabertura das inscrições e a retificação das normas dos concursos para os cargos de Escrivão, Delegado e Perito Criminal. São 600 vagas, com 34 reservadas aos candidatos com deficiência, não havendo formação de cadastro reserva. Os selecionados serão lotados nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e unidades de fronteira.
O cargo de Escrivão tem 350 vagas, sendo 18 reservadas para candidatos com deficiência, e requer graduação em curso de nível superior em qualquer área. A remuneração é R$ 7.514,33 e a taxa é R$ 125,00. O site para a inscrição é o www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_escrivao.
Para o cargo de Delegado, com 150 vagas das quais 8 são reservadas para candidatos com deficiência, é preciso ter diploma de graduação em Direito. A remuneração é R$ 14.037,11 e a taxa é R$ 150,00. Para se inscrever, é preciso acessar o endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_delegado.
Já para o cargo de Perito Criminal, há 100 vagas, sendo 8 reservadas a candidatos com deficiência, distribuídas em 13 áreas, listadas no edital. A remuneração é R$ 14.037,11 e a taxa de participação é R$ 150,00. A inscrição é realizada pelo site www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_perito. Para todos os cargos, é necessário ter carteira nacional de habilitação de, no mínimo, categoria “B”.
As inscrições estarão abertas entre os dias 17 de maio e 3 de junho. Os candidatos que já a efetuaram e que desejarem alterar a cidade de realização da prova ou a concorrência como candidato com deficiência deverão fazê-lo no mesmo período, pelo site do Cespe/UnB. Aqueles que ainda não realizaram o pagamento da taxa têm até o dia 18 de junho para concluí-la.
ETAPAS DO CONCURSO - A primeira fase dos certames será composta de provas objetiva e discursiva, exame de aptidão física, exame médico e avaliação psicológica para todos os cargos. Para Perito Criminal e Delegado, haverá uma avaliação de títulos enquanto que para Escrivão terá também uma prova de digitação. Para Delegado haverá, ainda, uma prova oral. A segunda etapa consistirá em um Curso de Formação Profissional, a ser realizado no Distrito Federal. As provas objetiva e discursiva para todas as oportunidades estão previstas para ocorrer no dia 21 de julho, nos turnos da manhã e da tarde.
SERVIÇO
Concurso: Departamento de Polícia Federal
Cargos: Escrivão, Delegado e Perito Criminal
Vagas: Escrivão: 350, com 18 para candidatos com deficiência; Delegado: 150, com 8 para candidatos com deficiência; e Perito Criminal: 100, sendo 8 para candidatos com deficiência
Remunerações: Escrivão: R$ 7.514,33; e Delegado e Perito Criminal: R$ 14.037,11
Inscrições: dias 17 de maio a 3 de junho
Taxas: Escrivão: R$ 125,00; e Delegado e Perito Criminal: R$ 150,00
Provas objetivas e prova discursiva: dia 21 de julho
CONTATO
Outras informações nos endereços eletrônicos www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_escrivao, www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_delegado e www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_perito ou na Central de Atendimento do Cespe/UnB, de segunda a sexta, das 8h às 19h – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do Cespe/UnB – (61) 3448 0100.

Fonte: http://www.cespe.unb.br/NoticiasHTML/LerNoticia.asp?IdNoticia=1034

Share:

Prefeitura de Guajará-Mirim abre seleção com 41 vagas salários até R$ 2.528,00


 
Teste Seletivo Simplificado 001/SEMAD/2013
| 30/04/2013 |
Edital do Teste Seletivo Simplificado 001/SEMAD/2013, que trata da contratação de profissionais Médicos, Farmacêuticos e Técnico de Higiene Bucal, para atender as necessidades de excepcional interesse público da Secretaria Municipal de Saúde, SEMSAU.


Fonte: http://www.guajaramirim.ro.gov.br/informativos/detalhes.php?id=1642&secao=5
Share:

Teste seletivo: Prefeitura de Pimenta Bueno abre vagas para médicos com salário de até R$ 10.071,20




Teste seletivo: Prefeitura de Pimenta Bueno abre vagas para médicos com salário de até R$ 10.071,20 PDF Imprimir E-mail
Sex, 10 de Maio de 2013 03:11
A Prefeitura Municipal de Pimenta Bueno, através da Secretaria Municipal de Saúde, abriu processo seletivo nº 001/2013  para vagas para médicos em varias especialidades.
As inscrições serão realizadas entre dos dias 09 de maio e 17 de maio no horário das 07h30 às 13h00, de segunda à sexta-feira na Secretaria Municipal de Saúde, situada à Av. Presidente Dutra, 365, Pioneiros.
Os candidatos também poderão ser escrever para o teste seletivo pela internet, com o envio do formulário de inscrição, devidamente preenchido e digitalizado, para o email: semsau@pimentabueno.ro.gov.br.
Edital Completo e Formulário de inscrição, disponível  aqui.
Assessoria de Imprensa - Aicom

Fonte: http://www.pimentabueno.ro.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=486:teste-seletivo-prefeitura-de-pimenta-bueno-abre-vagas-para-medicos-com-salario-de-ate-r-1007120
Share:

quinta-feira, maio 09, 2013

CONCURSO NACIONAL - DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL - DEPEN

 DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL - DEPEN



DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL - DEPEN O DIRETOR-GERAL DO DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL (DEPEN), no uso das atribuições legais que lhe conferem a Portaria nº 222, de 25 de fevereiro de 2013, da Secretaria-Executiva do Ministério Justiça, publicada no Diário Oficial da União de 26 de fevereiro de 2013, página 33, tendo em vista o disposto na Portaria nº 519, de 31 de outubro de 2012, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, publicada no Diário Oficial da União de 1º de novembro de 2012, Seção 1, página 105, na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e alterações, no Decreto nº 6.944, de 21 de agosto de 2009, publicado no Diário Oficial da União de 24 de agosto de 2009, e alterações, e na Lei nº 11.907, de 2 de fevereiro de 2009, e alterações, torna pública a realização concurso público para provimento de vagas nos cargos de Agente Penitenciário Federal, de Técnico de Apoio à Assistência Penitenciária e de Especialista em Assistência Penitenciária, do Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça.

Cargo Consultar item 2 do Edital de Abertura

Vagas Consultar item 4 do Edital de Abertura

Remuneração Consultar item 2 do Edital de Abertura

Inscrições Taxa: - Especialista em Assistência Penitenciária – todas as áreas: R$ 90,00 (noventa reais);
- Agente Penitenciário Federal: R$ 85,00 (oitenta e cinco reais);
- Técnico de Apoio à Assistência Penitenciária – Área: Técnico em Enfermagem: R$ 70,00 (setenta reais).
Local:Será admitida a inscrição somente via internet, solicitada no período entre 10 horas do dia 10 de maio de 2013 e 23 horas e 59 minutos do dia 3 de junho de 2013, observado o horário oficial de Brasília/DF.
Inscrição online
Página de Acompanhamento
  • Alteração/reimpressão de dados de pagamento
  • Andamento do processo
  • Obtenção do comprovante de inscrição

ACESSO A LINKS
EDITAIS, COMUNICADOS E INFORMAÇÕES
09/05/13 Edital n°2 - Retificação
30/04/13 Edital n° 1 - Abertura
Share:

terça-feira, maio 07, 2013

SÓ SAIU DA FILA CONCURSADO!


Share:

SAIU O CONCURSO PÚBLICO DO TCE RONDÔNIA - PARA SERVIDORES



SAIU HOJE DIA 07 DE MAIO DE 2013 O CONCURSO PARA O TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RONDÔNIA.


TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE RONDÔNIA O PRESIDENTE DA COMISSÃO DO CONCURSO, tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 307, de 1º de outubro de 2004, e alterações posteriores, e na Resolução Administrativa nº 005/TCER-96, torna pública a realização de concurso público para provimento de vagas em cargos de nível superior e de nível médio.

Cargo CARGO 1: ANALISTA DE INFORMÁTICA
CARGO 2: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CARGO 3: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: DIREITO
CARGO 4: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: ECONOMIA
CARGO 5: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: ENGENHARIA FLORESTAL
CARGO 6: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: ENGENHARIA CIVIL
CARGO 7: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO
CARGO 8: CONTADOR
CARGO 9: AGENTE ADMINISTRATIVO

Vagas CARGO 1: ANALISTA DE INFORMÁTICA - 4 VAGAS
CARGO 2: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: CIÊNCIAS CONTÁBEIS - 4 VAGAS
CARGO 3: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: DIREITO - 6 VAGAS
CARGO 4: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: ECONOMIA - 1 VAGA
CARGO 5: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: ENGENHARIA FLORESTAL - 1 VAGA
CARGO 6: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: ENGENHARIA CIVIL - 6 4 VAGAS
CARGO 7: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO – ESPECIALIDADE: CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO - 2 VAGAS
CARGO 8: CONTADOR - 1 VAGA
CARGO 9: AGENTE ADMINISTRATIVO - 3 VAGAS

Remuneração Nível Superior:R$ 4.397,01
Nível Médio: R$ 2.335,29

Inscrições Taxa: Nível superior: R$ 90,00
Nível médio: R$ 50,00
Horário:Será admitida a inscrição somente via internet,solicitada no período entre 10 horas do dia 14 de maio de 2013 e 23 horas e 59 minutos do dia 3 de junho de 2013, observado o horário oficial de Brasília/DF


ACESSO A LINKS
EDITAIS, COMUNICADOS E INFORMAÇÕES
07/05/13 Edital n° 1 - Abertura
Share:

O Tribunal de Contas (TCE-RO) abre, no próximo dia 20, inscrições para o 5º Processo Seletivo visando à contratação de estagiários

O Tribunal de Contas (TCE-RO) abre, no próximo dia 20, inscrições para o 5º Processo Seletivo visando à contratação de estagiários de nível superior para atender sua sede, em Porto Velho, e as Secretarias Regionais de Controle Externo de Vilhena, Cacoal e Ariquemes. No total, são oferecidas 135 vagas, sendo 48 para contratação imediata e 87 de cadastro reserva.

Todo o exame de seleção - desde a publicação do edital de abertura passando pela aplicação das provas até o resultado final - será coordenado pela Escola Superior de Contas, setor do TCE responsável pela formação e aperfeiçoamento profissional e técnico.

O edital do certame, que atende a Resolução nº 103/TCE-RO/2012, foi publicado nesta segunda-feira (6), na edição 425 do Diário Oficial Eletrônico do TCE, podendo ser acessado também no link ao final desta matéria. O valor da bolsa estágio é de R$ 1.200,00, já incluído o auxílio-transporte, para uma carga horária de 30 horas semanais, a ser desenvolvida de segunda a sexta-feira, no período de 7h30 às 13h30.

Para Porto Velho, são oferecidas vagas para alunos de cursos de 10 áreas do conhecimento humano: Administração, Biblioteconomia, Biologia, Contabilidade, Direito, Engenharia Florestal, Pedagogia, Psicologia, Sistemas de Informação e Serviço Social. Já em Vilhena, Cacoal e Ariquemes são oferecidas vagas para acadêmicos de Contabilidade e Direito.

De acordo com o edital, os interessados em concorrer às vagas devem observar a obrigatoriedade do cumprimento de pelo menos metade do curso que realiza (por exemplo, se a graduação for de 10 semestres, estar matriculado do sexto período em diante).

É preciso observar ainda que, como o estágio é válido por um ano, com possibilidade de renovação por igual período, não é possível a participação de acadêmicos matriculados no último semestre do curso.

As inscrições, que serão abertas no próximo dia 20 e prosseguem até dia 21 de junho, são gratuitas e só podem ser feitas no portal do TCE (www.tce.ro.gov.br). Todo o acompanhamento do exame seletivo para estagiários poderá ser feito pela página eletrônica do Tribunal.

APRENDIZAGEM

Com a realização do processo seletivo para contratação de estagiários, o TCE busca democratizar o acesso a esse tipo de aprendizagem no âmbito da Corte, contribuindo para a inserção de acadêmicos no mercado de trabalho rondoniense.

O estágio é ainda uma oportunidade para que os alunos de faculdades e universidades adquiram conhecimentos e experiência nas áreas de atuação do Tribunal de Contas, aprofundando o conhecimento teórico apreendido nas salas de aula e mesclando-o com a prática cotidiana na Corte de Contas.


Links: Edital nº 001/2013 - ESCon

Fonte: http://www.tce.ro.gov.br/noticia.aspx?id=6050
Share:

sexta-feira, maio 03, 2013

Nunca desista de seus sonhos - De o seu melhor



DE O SEU MELHOR!

AINDA DÁ TEMPO.

NÃO DEIXE QUE OS OUTROS DIGAM O CONTRÁRIO.

AVANTE.

Fonte: Youtube
Share:

As Respostas de DEUS para você - Vai Deus te ajuda.


Deus te ama, Deus nos ama.

Deu o que tinha de melhor para nos salvar, imagina um cargo público.

No tempo certo o mar vai se abrir.

Avante, Deus faz o milagre, mas você tem que fazer a sua parte.

Fonte: Youtube
Share:

Desembargadora ex-diarista tem encontro emocionado com "aspirante" e você achando que tá difícil.


Obs: Em regra, estamos em condição melhor que a Vera, então vamos aproveitar. Avante.

Fonte: youtube
Share:

DISCURSO DE STEVE JOBS - "CONTINUE COM FOME, CONTINUE BOBO"!


Grande lição de vida.

Não é por a caso que fez o diferencial para o mundo.

Fonte: Youtube
Share:

EDITAIS SISTEMATIZADOS

EDITAIS SISTEMATIZADOS
CLIQUE NA IMAGEM

CADASTRE-SE NO NOSSO FÓRUM OSCR

CADASTRE-SE NO NOSSO FÓRUM OSCR
CLIQUE NA IMAGEM E PARTICIPE

GIL CÓPIAS - XEROX E IMPRESSÃO

GIL CÓPIAS - XEROX E IMPRESSÃO
TIRE SUAS CÓPIAS A 0,10 CENTAVOS CADA FOLHA (IMPRESSÃO DAS APOSTILAS DO SITE, TAMBÉM, A ESSE VALOR POR FOLHA) E 0,20 CENTAVOS POR CADA FOLHA IMPRESSA. Tel. 3221-4690 - Porto Velho.

CONVERSA ENTRE CONCURSEIROS






FACE

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES NO SEU EMAIL!

RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES E NOVIDADES GRATUITAMENTE EM SEU E-MAIL, CADASTRE-SE ABAIXO:

PVH SERVI

PVH SERVI
Tudo que você precisa sem sair de casa!

Marcadores

Arquivo do blog